CÂNCER DE MAMA – FATORES DE RISCO E PREVENÇÃO

Nos dias atuais, o perfil epidemiológico do brasileiro tem mudado de infecto-parasitário para um quadro crônico degenerativo, isso devido a mudanças no estilo de vida e melhores condições sanitárias. O câncer se destaca sendo uma patologia de preocupação mundial, ocupando a segunda posição dentre as causas de morte, ficando atrás somente das doenças cardiovasculares. O câncer com maior incidência entre os dois sexos é o de pele, seguido do de mama em mulheres e de próstata em homens. Ainda que pouco discutido, o câncer mama masculino também existe, porém não entra nas estatísticas por representar apenas 1% dos casos, ou seja, a cada 100 mulheres diagnosticadas com o câncer de mama há 1 homem com o mesmo diagnóstico. Embora o câncer de mama em ambos os sexos tem um bom prognóstico, a taxa de mortalidade, principalmente em mulheres, ainda é alta no Brasil.

Os principais fatores que são considerados de risco para o desenvolvimento do câncer de mama feminino estão relacionados à idade avançada (por volta dos 50 anos), características reprodutivas, histórico familiar, hábitos de vida e influências do ambiente. A patologia é estrógeno dependente, portanto mulheres com menarca precoce (por volta dos 11 anos), menopausa tardia (55 anos ou mais), primeira gestação após os 30 anos e nuliparidade (não teve gravidez). Enquanto os principais fatores que são considerados de risco para o desenvolvimento de câncer de mama masculino estão relacionados a fatores genéticos, histórico familiar, fatores ambientais como a exposição a gasolina e confecção de cigarros, uso de hormônios estrogênio e a obesidade. Há ainda fatores que levam o aumento da incidência em casos de cirrose hepática e anormalidades testicular. A idade média para o surgimento do câncer de mama masculino é de 68 a 71 anos.

Existem exames genéticos moleculares que podem ser usados como forma preventiva para a vigilância e redução do risco de surgimento do câncer de mama, mas são pouco utilizados no Brasil devido ao seu custo.

O diagnóstico precoce pode ser realizado pela mulher e homem por meio do autoexame, que pode ser deve ser realizado uma vez por mês. O método para mulheres é o mesmo que para os homens, sendo que nesse exame é possível sentir possíveis presenças de nódulos (caroços), edema com aspecto de casca de laranja, inversão anormal do mamilo, entre outros. Quando essas alterações são encontradas o paciente deve procurar um médico, o qual realizará o exame físico novamente e solicitará outros a fim de aprofundar a pesquisa da possível doença.

A mamografia é o primeiro exame solicitado para auxiliar no diagnóstico do câncer de mama, porém não é realizado em casos de câncer de mama masculino, o qual utiliza de outros métodos. O exame de mamografia é considerado o com melhor eficácia para detecção de alterações carcinogênicas benignas e malignas, sendo recomendada como rotina para mulheres acima de 40 anos, devendo ser realizada a cada dois anos no mínimo.

Pode ser solicitado ainda pelo médico um ultrassom mamário, mais comum para o diagnóstico de câncer de mama masculino. Porém o diagnóstico final é dado apenas com a biópsia do local suspeito e laudado como câncer, em ambos os sexos.

Para o diagnóstico do câncer de mama é realizado ainda a pesquisa do proto-oncogene HER2 ou HER2/neu, isso porque algumas mulheres apresentam essa proteína elevada, sendo um fator preocupante, uma vez que, esse leva a uma disseminação mais rápida do que os outros casos de câncer de mama. O exame para pesquisa da HER2 é realizada a partir de uma amostra de biópsia, podendo se aplicar os métodos de imunohistoquímica, Hidratação Fluorescente In Situ/FISH e o Hibridização Cromogênica In Situ/FISH, esses métodos têm finalidade de detectar do número de genes receptores da HER2 nas células cancerígenas, sendo a FISH utilizada para caráter confirmatório quando positivo.

Alguns marcadores tumorais também podem ser solicitados principalmente para monitoramento do tratamento do câncer de mama, sendo esses o CEA (antígeno carcinoembrionário) e o CA 15-3/CA 27.29, o qual são realizados por análise no sangue.

O câncer de mama tem o mês de outubro como o de preventivo para a doença, porém os cuidados devem ser feitos diariamente, realizando o auto exame e em casos de mudanças suspeitas consultando um médico ginecologista.

Daniela Dario Gouveia – formanda em biomedicina

 

Saiba mais:

https://www.inca.gov.br

http://www.oncoguia.org.br

https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672011000600005&script=sci_arttext

https://www.accamargo.org.br/noticias/cancer-de-mama-em-homens-fique-atento

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.